Blog DF Casa Imóveis

Nossa meta é realizar o seu sonho.

Quais são os custos na venda de um imóvel?

Veja todo o conteúdo

Compartilhe esse conteúdo

A venda de um imóvel envolve alguns custos que acabam não sendo percebidos pelo proprietário que nunca fez esse tipo de transação.

Quem está planejando vender um imóvel para comprar outro em localização mais privilegiada ou por outra motivação, precisa conhecer os custos envolvidos na transação.

De modo que, ter todas as informações necessárias auxilie na tomada de decisão sobre a venda, visando perceber se é a melhor opção.

Afinal, o imóvel também pode ser colocado para aluguel possibilitando uma renda mensal caso a venda não apresente um valor que seja satisfatório para suas necessidades. Confira a seguir quais são os custos envolvidos na venda de seu imóvel.

Custos na venda de um imóvel

A venda de um imóvel não se resume simplesmente em anunciar, vender e receber o valor integral do anúncio.

Na realidade, cada imóvel e cenário de venda acaba ocasionando custos específicos que precisam ser analisados de acordo com o cenário de compra e venda.

Por isso, elencamos quais são os principais custos envolvidos para que possa compreendê-los e arcar com os valores de acordo com a negociação que for feita em relação ao seu imóvel especificamente.

Custos na venda com a corretagem

O interessado em vender pode contar com a ajuda de um corretor especializado ou de uma imobiliária, visando obter maiores chances de vender o imóvel com celeridade.

Um bom corretor deve ser contratado pelo proprietário, acordando o valor que será pago pelo trabalho. Em geral, a média é de 6% sobre o valor de venda do imóvel.

Muitos proprietários cometem o equívoco de anunciar por conta própria visando eliminar o custo de corretagem.

No entanto, esse equívoco acaba apresentando o custo de manter o imóvel fechado, com poucas visitas e interessados.

Bem como, todas as visitas precisam ser agendadas com o dono da propriedade, ocasionando custo de deslocamento para mostrar o imóvel e o próprio custo do tempo envolvido recebendo os potenciais compradores.

Portanto, contratar um corretor ou uma imobiliária de sua confiança, possibilita vender com mais agilidade e não se preocupar com o imóvel.

Deixando que o corretor mostre a propriedade para seus clientes e faça a divulgação.

Custo de emissão de documentos

Para vender um imóvel, é necessário comprovar que o mesmo se encontra totalmente regular. O que demanda a emissão de uma série de documentos e certidões.

Em geral, o próprio interessado solicita esses documentos que precisam ser emitidos em cartório. O custo da regularização de seu imóvel e emissão de documentos costuma ficar na média de mil reais.

No entanto, se o imóvel está com IPTU atrasado, por exemplo, é natural que o custo se torne mais elevado.

Imóveis que foram reformados sem a devida regularização acabam demandando a contratação de profissionais para regularizar a propriedade junto aos órgãos competentes da cidade e as taxas variam de acordo com o Estado em que o imóvel se encontra.

Portanto, quem tem a intenção de vender um imóvel e está ciente da situação irregular junto à Prefeitura, deve se organizar para resolver toda a documentação.   

Impostos sobre o valor da venda

Após finalizar a venda do imóvel o vendedor pagará 15% de Imposto de Renda (IR) sobre o valor de lucro obtido com a venda.

No entanto, em algumas situações existe a possibilidade de isentar esse custo, como no caso de ser o único imóvel do contribuinte.

Caso a venda efetuada tenha valor igual ou inferior a R$440 mil ou o vendedor não tenha vendido outro imóvel residencial nos últimos 5 anos a taxa de IR é isentada.

Quem está vendendo seu imóvel com o objetivo de comprar outro na sequência também consegue ficar isento da taxa de imposto de renda.

Existem outros custos relacionados à venda de um imóvel?

Sim! A escritura pública no cartório e o Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) são custos que precisam ser pagos na compra e venda de imóveis.

No entanto, o mais comum é que o comprador pague esses custos de escritura e ITBI. Porém, não existe uma regra geral que estabeleça que esses custos sejam pagos pelo comprador.

Por isso, o mais indicado é sempre deixar tudo muito claro na negociação, estabelecendo por meio de contrato o que cada parte irá pagar.

Dessa forma, não restam dúvidas relacionadas à transação e todas as partes ficam obrigadas a cumprir o acordado, caso contrário o negócio será desfeito.

Portanto, ter um contrato de compra e venda bem redigido é essencial. Tendo a assessoria de uma boa equipe na imobiliária envolvida na venda de seu imóvel, tudo será mais tranquilo. Possibilitando uma negociação positiva para todos os envolvidos.

Afinal, quando existe transparência em relação a todo o processo de compra e venda todas as partes tendem a ficar mais satisfeitas com a transação.

Vender o imóvel ou deixar alugado?

É muito comum também, que após analisar os custos envolvidos na venda de um imóvel o proprietário se questione sobre a possibilidade de alugar a propriedade.

É interessante fazer essa análise, dependendo de qual é o seu objetivo em relação à venda do imóvel.

Tendo em vista que, a decisão deve ser a mais assertiva para que o imóvel seja rentável.

No caso da venda para a compra de uma outra propriedade para a família, não existirá a incidência dos 15% de IR possibilitando economia nos custos.

O que faz com que a venda seja uma boa opção para minimizar o valor a ser financiado do imóvel novo.

Quem recebeu o imóvel como herança e não possui necessidade de utilizar o valor para alguma emergência, pode manter o imóvel alugado.

De modo que, o mesmo possa se tornar uma fonte de renda mensal a partir da locação da propriedade.

Afinal, vender não é a única alternativa para capitalizar um imóvel. E agora que já conhece os custos envolvidos na transação, fica mais fácil analisar se essa é a melhor decisão para lidar com um imóvel que não está sendo utilizado no dia a dia.

Então, conseguiu entender tudo sobre quais são os custos na venda de um imóvel? Escreva aqui nos comentários o que achou do blog.

E não se esqueça de seguir a DF Casa Imóveis no Facebook e Instagram, e se inscreva no nosso canal do Youtube e se surpreenda com nosso conteúdo por lá também.

Compartilhe esse conteúdo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens relacionadas

Veja também