programa casa verde e amarela

Casa Verde E Amarela: Novo Teto Para Financiamento Com FGTS

Se você costuma receber auxílio do governo, provavelmente você já ouviu falar sobre o programa Casa Verde e Amarela. A iniciativa tem gerado muitas dúvidas entre os cidadãos, principalmente em quem recebia auxílio Minha Casa Minha Vida.

E, de fato, foi uma mudança significativa naquilo que já era comum à muitas pessoas. Consequentemente, as dúvidas surgem. Além de todos os questionamentos usuais, também surgiram novas atualizações.

Neste artigo você vai entender melhor sobre este programa, bem como conhecer o novo teto para o financiamento com o FGTS. 

Casa Verde e Amarela: o que é

Primeiramente é importante discutir sobre a origem do programa Casa Verde e Amarela. O programa veio como uma forma de substituir o Minha Casa Minha Vida, que vem ajudando muitos brasileiros desde 2009. 

De modo geral, a ideia de ambos os projetos é a mesma: dar acesso à moradia para a população de renda mais baixa no país. A iniciativa teve início no Governo do ex-presidente Lula, sofrendo esta alteração na vigência de Bolsonaro. 

O projeto conseguiu entregar mais de 1,25 milhões de moradias em todo o Brasil em apenas quatro anos (2019 até 2022). De acordo com os dados do governo, aproximadamente 5 milhões de pessoas tiveram o benefício da casa própria. 

A projeção do Casa Verde e Amarela é atingir 1,6 milhão de famílias que se encaixem no plano habitacional até o ano de 2024. 

Minha Casa Minha Vida x Casa Verde e Amarela

O que mudou de um programa para o outro? Talvez esse seja o questionamento mais comum que as pessoas se fazem – até mesmo aquelas que não são beneficiadas. 

A mudança mais significativa do novo projeto é em relação às faixas de renda para enquadrar a população. 

No programa anterior eram quatro faixas e a primeira delas não pagava jurus. Agora, com o novo programa essa “primeira faixa” deixou de existir. Ou seja, nem mesmo as famílias mais pobres terão isenção de jurus. 

O programa do Governo de Bolsonaro possui ao menos 5 faixas de renda e cada qual possuem as suas condições próprias de financiamento, sendo que o juru mais baixo é de 4,25 para os cotistas do FGTS e que moram nas regiões Nordestes e Norte. 

O conselho do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) fez a aprovação do aumento da faixa de renda da população com ao acesso ao novo programa.

Com a reformulação, as famílias com renda de até R$ 8 mil por mês poderão requerer o Casa Verde e Amarela através da Caixa. 

Quais os novos valores do programa 

Com as novas mudanças o Casa Verde e Amarela será categorizado em alguns Grupos, sendo eles: 

(1) Faixa daquelas famílias que possuem uma renda total mensal de até R$ 2,4 mil

(2) Faixa daquelas famílias que possuem uma renda total mensal de R$ 2,6 mil até R$ 3 mil 

(3) Faixa daquelas famílias que possuem uma renda total mensal de R$ 3 mil até R$ 4,4 mil

(4) Faixa daquelas famílias que possuem uma renda total mensal de R$ 4,4 mil até R$ 8 mil

De acordo com a Caixa Econômica Federal, a taxa de jurus que serão impostas para os novos financiamentos irão de 0,75% até 1,16% ao mês. 

Como já dito anteriormente, cada faixa de renda possui as suas próprias condições de financiamento. 

Segundo Alfredo Santos, ministro nacional de habitação do Ministério de Desenvolvimento Regional, o novo projeto ajudou a aumentar o potencial de financiamento dos brasileiros. 

Sendo assim, quanto mais famílias forem beneficiadas pelo programa e a respectiva redução de jurus, menores eles serão. O Ministro também relatou que a taxa de jurus mais baixa engloba 31% dos requerentes do programa. 

Além de todas essas novidades no programa Casa Verde e Amarela, também houve a aprovação do Pró-Cotista, um programa que isenta as taxas de juros de quem não pode usar do programa pelo Conselho Curador do FGTS. 

Para esses casos, a taxa anual para os as residências de até R$ 350 mil reduzira de 8,66% para 7,66%. Também houve a redução de 0,50% ao ano dos imóveis acima desse valor. 

Vale a pena optar pelo programa?

O programa Casa Verde e Amarela, assim como o Minha Casa Minha Vida, traz condições mais acessíveis para a população mais pobre do país e que, assim como qualquer individuo, precisa de uma casa própria. 

O processo é um pouco burocrático e é sempre interessante contar com pessoas especializadas para avaliar como serão as condições de pagamento e coisas do gênero (isso evita dores de cabeça no furo). 

Você poderá ser um beneficiado do programa Casa Verde e Amarela? Olhe as faixas de renda que foram descritas anteriormente neste artigo e descubra onde você se encaixa. 

Então, conseguiu entender tudo sobre “Por Que Morar Na Zona Leste”? Escreva aqui nos comentários o que achou do blog.

E não se esqueça de seguir a DF Casa Imóveis no Facebook e Instagram, se inscreva no nosso canal do Youtube e se surpreenda com nosso conteúdo por lá também!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *