Blog DF Casa Imóveis

Nossa meta é realizar o seu sonho.

Ivar, o novo Índice de Reajuste de Aluguel

Veja todo o conteúdo

Compartilhe esse conteúdo

O IGP-M foi o índice utilizado por muito tempo para o reajuste dos aluguéis. Contudo, surgiu o Ivar, o novo Índice de Reajuste de Aluguel.

Esse novo indexador que chegou a público esse mês, está dividindo o mercado em opiniões, mas apresenta uma nova opção para os reajustes.

Portanto, se você deseja saber mais sobre o Ivar e porquê o IGP-M está deixando de ser utilizado pelas imobiliárias, basta continuar a leitura.

O que é o Ivar?

Basicamente, o Ivar é o Índice de Variação de Aluguéis Residenciais, ele foi desenvolvido pelo Instituto Brasileiro de Economia (IBRE) da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

O Índice Geral de Produtos – Mercado (IGP-M) não é um índice específico pra o mercado imobiliário, inclusive sofre influências do dólar que por conta da pandemia aumentou exponencialmente.

O que atingiu diretamente os contratos de aluguel que contam com o IGP-M para o reajuste.

Dessa forma, os reajustes ficaram cada vez mais altos, e em contrapartida o salário da população não acompanhou esse crescimento.

Algumas imobiliárias preferiram começar a usar o Índice de Preços do Consumidor Amplo (IPCA), como forma de diminuir o reajuste dos aluguéis e não prejudicar nenhuma das partes do contrato de locação.

Já que, se os aluguéis se tornassem altos demais, os inquilinos não permaneceriam nos imóveis e os proprietários ficariam com seus imóveis vazios.

Ainda assim, o IPCA continuava não sendo o índice indicado para fazer esse papel dos reajustes.

Ao observar essa situação a FGV começou um estudo para a criação de um indexador que representasse o mercado imobiliário, assim surgiu o IVAR.

Apesar do Ivar ser um novo índice e ainda está sendo avaliado para ser de fato utilizado em contratos, ele é uma resposta a dor dos locadores e locatários.

Como são coletados os dados?

Os dados recolhidos são cedidos por empresas administradoras de imóveis, assim a FGV recebe informações com base em valores reais do mercado, não os que são anunciados, mas que estão em vigor nas locações.

O que acontece é de que os dados são recolhidos apenas de 4 estados: Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Belo Horizonte (BH) e Porto Alegre (PA).

Dessa forma, o maior receio é de que as informações recolhidas desses quatro estados não representem a realidade de todo o Brasil.

Assim, através dos dados o Ivar irá contabilizar a inflação dos aluguéis anualmente.

Como dissemos, ainda é cedo para sabermos se o Ivar começará a ser aplicado.

Entretanto, é um grande avanço para o mercado imobiliário que busca pensar sempre no melhor para seus clientes.

Então, conseguiu entender tudo sobre o Ivar, o novo Índice de Reajuste de Aluguel? Escreva aqui nos comentários o que achou do blog.

E não se esqueça de seguir a DF Casa Imóveis no Facebook e Instagram, e se inscreva no nosso canal do Youtube e se surpreenda com nosso conteúdo por lá também.

Compartilhe esse conteúdo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens relacionadas

Veja também